Queda de Cabelo em Mulheres – Como Evitar Esse Problema?

queda de cabelo em mulheresAssim como nos homens, a queda de cabelo em mulheres é muito comum. A alopecia feminina foi reforçada nos últimos anos, de forma progressiva provocada, entre outros fatores, por desequilíbrios hormonais, estresse ou má alimentação.

A calvície em mulheres se manifesta, principalmente, com uma perda abundante de densidade capilar em áreas importantes, como a parte frontal e superior da cabeça. É mais problemática do que nos homens, devido à grande variedade de causas que podem provocá-la, e as implicações estéticas e sociais que acarreta. As mulheres aceitam pior psicologicamente a perda de cabelo, quase sempre, porque é um problema que majoritária e, tradicionalmente, têm sofrido os homens.

Consciente desta situação, o que para muitas mulheres chega a ser traumática, apostamos forte na investigação e desenvolvimento de produtos e tratamentos inovadores para tentar compensar as quedas capilares que afetam as mulheres.

Queda de cabelo após o parto

Quando a mulher dá à luz, ocorre um desajuste hormonal no corpo, o que provoca a queda do cabelo. Finalmente, os hormônios tornam, pouco a pouco, os níveis que tinham antes da gravidez, mas, enquanto isso, a mulher foi capaz de sofrer uma grande queda de cabelo.

Follixin Hair CapsTambém esta alopecia costuma vir determinada pela ausência de nutrientes necessários para o cabelo, como o ferro. Esta situação costuma ser temporária, até que o organismo volte ao normal (entre seis meses e um ano), mas recomenda-se seguir um tratamento capilar específico para tentar corrigi-lo o mais rápido possível e que esta perda pontual não se torne crônica.

Uso do follixin hair caps funciona muito bem nesses casos, que a queda de cabelo é causada pela ausência de nutrientes importantes para a saúde capilar.

Além desse problema de perda de cabelo, as mulheres ainda sofrem muito com a flacidez pós parto um problema bastante comum que afeta muitas mulheres atualmente. Nesse situação, o método corpo de 21 funciona muito bem para acabar de vez com esse problema.

Como você pode ajudar o seu cabelo após a gravidez?

Você pode recorrer a tratamentos que travem ou reduzam a queda do cabelo, estimulem o crescimento e aumentar a sua densidade.

Evita métodos que possam danificar o cabelo, como o uso de placas ou tostas para o cabelo.

Também é importante a alimentação, para que o cabelo tenha todos os nutrientes necessários. As dietas não são recomendados até que não se tenha recuperado a normalidade.

Por que se perde cabelo na menopausa?

Perder cabelo na menopausa tem sua origem na diminuição do hormônio feminino (estrogênio), fazendo com que os hormônios masculinos, que até agora estavam escondidas comecem a agir sobre o cabelo e provocando a sua queda, como acontece com os homens.

De fato, na pré-menopausa – os sintomas de algumas mulheres começam a apreciar, a partir dos 40 – às vezes, o cabelo se torna mais fino e quebradiço e até mesmo quedas prematuras. E é que, nesta etapa, ainda em plena menopausa, o perfil hormonal da mulher se masculiniza de certo modo, é dizer, descem drasticamente os níveis de estrogênio, enquanto se mantêm estáveis os de testosterona. Isso afeta o ciclo de vida do cabelo, que é reduzido, o que favorece a sua queda.

É um problema comum, mas não afeta a todas as mulheres, pois nele intervêm outras circunstâncias, como a herança genética e o estado prévio do cabelo para esta etapa.

O tratamento mais recomendado é o uso do Follixin, único medicamento de uso tópico com eficácia comprovada contra a calvície em mulheres.

Como pode a doença tireoidiana afetar a queda do cabelo?

O mau funcionamento da tireoide, tanto se se trata de hipotireoidismo, como se falamos de hipertireoidismo, dá como resultado uma diminuição ou aumento da produção de tiroxina, o que, por sua vez, provoca um enfraquecimento do cabelo e a sua queda.

As pílulas contraceptivas

Além disso, pode-se produzir um eflúvio, o uso de contraceptivos quando são suspensos após uma longa temporada de tratamento. Isto é devido a que os estrógenos fornecidos pela medicação anticoncepcional prolongam a fase anágena –a do crescimento do cabelo – que retorna ao seu ritmo normal ao abandonar o tratamento.

Hiperandrogenismo

Por último, o hiperandrogenismo, ou seja, a produção excessiva de andrógenos, favorece a queda de cabelo em mulheres que por herança estão predispostas. Esta patologia deve ser diagnosticada e tratada, em primeira instância, pelo ginecologista. Uma das síndromes que com mais frequência provocam esta situação é o dos ovários policísticos.

Como fazer uma dieta saudável para emagrecer

dieta saudável para emagrecerA verdade é que não é fácil emagrecer. É necessário ter paciência, disciplina, coragem e muita persistência.

Mas emagrecer não é nenhum bicho de sete cabeças, qualquer pessoa pode emagrecer com sucesso.

A primeira coisa que uma pessoa deve se preocupar para emagrecer é ter uma alimentação saudável. Exatamente por isso que vamos falar nesse artigo como fazer uma dieta saudável para emagrecer.

Além disso, se possível, inclua suplementos alimentares para complementar sua dieta, quando consumidos corretamente esses suplementos alimentares podem melhorar demais a alimentação.

Um grande exemplo é o Green Coffee Slim, que é um suplemento composto do mais puro café verde que ajuda a controlar o peso. Além disso, o Green Coffee Slim funciona de verdade em uma dieta saudável para emagrecer porquê ele diminui a fome, por ser rica em fibras, e ajuda na queima de gordura.

Veja o que a nutricionista Claudia Witt fala sobre o café verde:

Dieta saudável para emagrecer

Antes de mais nada, fazer uma dieta saudável não significa fazer regimes e nem muito menos passar fome. Uma dieta saudável deverá ter proteínas de qualidade, fibras, gorduras saudáveis e carboidratos de baixo índice glicêmico.

As proteínas de qualidade são essenciais em uma alimentação porquê elas são responsáveis pela formação e manutenção dos músculos. As proteínas também produzem energia e ajudam na formação da hemoglobina do sangue e de variadas enzimas.

As proteínas também contribuem para a queima de gordura e no ganho de massa muscular o que é ótimo para o emagrecimento.

Já as gorduras tem um papel crucial em uma dieta saudável para emagrecer. Muitas pessoas cortam as gorduras sem saber ao menos pra que elas servem.

As gorduras ômega 3 por exemplo, são muito saudáveis e obrigatório para a saúde. O consumo de ômega 3 garante um bom funcionamento do cérebro, melhorando a memória e o raciocínio. O ômega 3 também ajuda a prevenir doenças cardiovasculares e diminuir o risco de desenvolvimento de câncer como o de mama.

O consumo de carboidratos de baixo índice glicêmico também é importante, pois é o carboidrato que garante energia para o nosso corpo, logo, quando estamos fazendo atividade física o seu consumo antes e depois da atividade física é fundamental.

Já as fibras são essenciais em uma dieta para emagrecer porquê elas tem um poder de saciedade maior o que faz você ingerir menos calorias. Isso significa que se em todas as refeições você acrescentar algum alimento rico em fibra você sentirá saciado por muito mais tempo do que o normal.

O suplemento natural maca peruana por exemplo, pode ser uma ótima dica para inserir mais fibras em suas refeições devido esse suplemento ser rico em fibras.

A maca peruana também têm o poder de aumentar a libido devido seu efeito afrodisíaco.

Maca peruana onde comprar?

Hoje me dia está muito fácil de encontrar a maca peruana, além das lojas de produtos naturais é possível encontrar facilmente em grandes farmácias.

Confira a reportagem feita pela Globo a respeito da maca peruana:

 

Impotência sexual e Distúrbios do Dono

disfunção erétilOs problemas relacionados à saúde do sono não afetam apenas o período em que estamos dormindo, como muitos acabam pensando. Quaisquer distúrbios do sono afetam diretamente diversos sistemas do organismo, além de abalarem por completo o nosso bem estar e afetarem nossa disposição durante o período diurno.

Partindo de problemas relacionados ao nosso cérebro e à nossa respiração, os distúrbios de sono acometem pacientes de todas as faixas de idade e gêneros. Um dos mais comuns, a apneia do sono, carrega muitos outros problemas quando não é diagnosticada e tratada com cuidado.

Afetando, por exemplo, a sexualidade do indivíduo, a apneia do sono carrega diversos transtornos relacionados à disfunção erétil (impotência sexual) e concentração do desejo sexual.

O que é apneia do sono?

A apneia do sono é um transtorno no sono que traz a interrupção completa ou parcial do fluxo de ar que entra através do nariz ou da boca durante o sono, interrompendo a respiração por pelo menos dez segundos.

A obstrução parcial ou total das vias aéreas durante o sono, condição que desorganiza os movimentos respiratórios, acaba carregando sintomas como cansaço, dificuldade de permanecer desperto, roncos, irritabilidade, depressão, redução da libido, cefaleia, entre outras.

Em casos mais graves do transtorno, contamos com sintomas como boca seca, espasmos da laringe, vontade de urinar, refluxo esofágico, sensação de sufocamento, enxaquecas, entre outros.

Além disso, a apneia aumenta o risco de outras complicações graves de saúde, como, por exemplo, a diabetes. De acordo com a medicina tradicional, diabetes não tem cura. Entretanto é possível manter a diabetes controlada com algumas mudanças no estilo de vida, incluindo uma alimentação adequada e a pratica regular de atividade física.

Qual sua relação com a impotência sexual?

Um dos sintomas mais conhecidos em casos de risco intermediário da apneia do sono é a impotência sexual, provocada decorrente de problemas relacionados à produção de libido no organismo. O ronco, um dos principais sintomas da apneia do sono, acaba interrompendo o sono e tornando-o fragmentado.

Essa fragmentação acaba impedindo o homem de atingir estágios profundos do descanso, pulando etapas que ajudam a manter a energia e são necessárias para a produção de testosterona.

A testosterona, principal hormônio masculino que se relaciona diretamente à libido e à vitalidade do homem, sofre queda de produção e acaba afetando o desejo sexual. Tornando-se mais cansado e vulnerável a doenças, acabando em sofrer com baixa produção o hormônio do crescimento e óxido nítrico, o homem sofre esse distúrbio sexual que pode acabar provocando problemas eréteis.

Muitos homens com essa disfunção sexual acabam tomando medicamentos para tentar solucionar o problema, porém esses medicamentos têm muitos efeitos colaterais. Entretanto, existem opções naturais, como, por exemplo, o viagra natural caseiro que é um poderoso estimulante sexual.

O diabetes também está relacionado com a disfunção erétil, Veja o vídeo abaixo e entenda como isso ocorre:

Apesar das terríveis complicações da diabetes, muitas pessoas estão vencendo o diabetes naturalmente. Veja no vídeo abaixo como as pessoas estão conseguindo reverter o diabetes:

Link do Vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=WCSiqQv6ouo

Veja também como pessoas comuns estão mantendo a diabetes dominada com o Chá da Pata de Vaca:

Saiba mais detalhes no site: fatordiabetes.com/tratamento/programa-diabetes-dominada

Como tratar o problema?

O problema da apneia do sono, para ser diagnosticado, precisa de exames relacionados que possam comprovar os sintomas apontados. A partir deste diagnóstico, é possível controlar o ronco forte, intenso e contínuo que arremeta sua qualidade de sono com o uso de uma máscara especial para dormir.

Adaptada para garantir uma noite de sono tranquila aos portadores da apneia do sono, a máscara ajuda a controlar o fenômeno hemodinâmico, relacionado à circulação do sangue nos vasos do corpo, o que já é um fator de grande influência na redução de sintomas como a impotência sexual.

Além do uso da máscara, é recomendável que o paciente adote hábitos saudáveis em sua alimentação, contando com o acompanhamento de exercícios físicos para manter a regularização do corpo. Conte com tratamentos especiais e livre-se da apneia do sono!